Diálogo Brasil-Alemanha: Cities and Climate – The Multi-Level Governance Challenge

Perdeu o evento?

 ACESSE AQUI OS VÍDEOS GRAVADOS

– Opening Ceremony
– Keynote: What climate change will cities face?
– Panel 1: Between Cities and Climate: Understanding the Impacts and Driving Forces between Cities and Climate

– Session 1: Policy Framework: Challenges on National, Regional, Local Scale
– Panel 2: Climate Urban Governance, Climate Change and Society

– Session 2: Governing Urbanization and Climate Protection
– Panel 3: Smart Cities: Mobility, Innovation

– Session 3: Water-Energy Nexus in Cities
– Session 4: Healthy and Well-being Cities
– Final Keynote Talk: A Research Agenda for Cities of the Future

Teaser

Teaser

Para habilitar o vídeo, clique na imagem. Todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seu proprietário. Assistir no YouTube

COBERTURA DO EVENTO

Leia os artigos sobre os painéis e sessões do evento aqui.

© Felipe Mairowski

Mudanças climáticas: barreiras a serem ultrapassadas

Como o Brasil e a Alemanha lidam com seus entraves de ordem social e jurídica para um futuro mais adaptado às mudanças climáticas.

Mais

© Felipe Mairowski

Smart cities: conectando a tecnologia às mudanças climáticas nas cidades

Cientistas discutem estratégias para implantar cidades mais sustentáveis e eficientes.

Mais

© Felipe Mairowski

Políticas ambientais devem observar as necessidades sociais

Especialistas do Brasil e Alemanha apontam dificuldades e soluções para os problemas sociais e ambientais das cidades.

Mais

© Felipe Mairowski

Governança climática e a sinergia na tomada de decisões

Projetos e legislações precisam seguir uma unicidade para atingir metas globais, nacionais, regionais e locais de preservação ambiental.

Mais

© Felipe Mairowski

A agenda climática depende de uma transformação global e holística

Especialistas do Brasil e da Alemanha defendem ações mais amplas e alinhadas para salvar o planeta dos eventos climáticos extremos.

Mais

© Felipe Mairowski

A resposta do planeta contra as emissões de CO2 precisa ser mais imediata

Keynote speaker do 9º Diálogo Brasil-Alemanha fala sobre a correlação dos eventos extremos das cidades e as emissões de gases de dióxido de carbono.

Mais

 

 

PRÉVIAS

© Photo by Ichio on Unsplash

9º Diálogo Brasil-Alemanha: um debate sobre o futuro do ecossistema urbano

Em seminário digital de quatro dias, especialistas do Brasil e da Alemanha debatem como as cidades podem criar uma agenda sustentável.

Mais

© Unsplash/Bantersnaps

Campus universitário como laboratório para cidades inteligentes

Confira a matéria completa sobre as estratégias estudadas para popularizar carros elétricos e implantar cidades mais sustentáveis e eficientes no Brasil e na Alemanha.

Mais

© Unsplash/3 Consultoria e Criação

A importância da ciência como base para políticas públicas

Entenda a fala do pioneiro em impactos do clima na biodiversidade brasileira sobre a adaptação contra os efeitos das mudanças climáticas, tema do 9° Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação.

Mais

© Unsplash/Agustin Diaz Gargiulo

Os riscos das mudanças climáticas nos oceanos

Entenda por que algumas cidades símbolos de economias mundiais podem desaparecer se não houver um diálogo entre a política, a ciência e as autoridades locais no combate às alterações de clima, tema principal do 9° Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação.

Mais

© Unsplash/ Stefan Widua

Combatendo a mudança climática: das cidades para o planeta

Entenda a discussão sobre o tema destaque do painel "Governança Climática Urbana, Mudanças Climáticas e Sociedade" do 9° Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação.

Mais

 

 

 

PALESTRANTES E MODERADORES

 

Andreas Löschel, professor de energia e recursos econômicos na University of Münster e diretor do Centre of Applied Economic Research Münster.

 

 


Andreas Matzarakis, responsável pelo Research Centre Human Biometeorology/German Meteorological Service e presidente do German Society for the advancement of medical-meteorological research.

 

 


Anita Engels, professora de sociologia, globalização, meio-ambiente e sociedade na University of Hamburg.

 

 


Arlindo Philippi Jr., professor titular da Faculdade de Saúde Pública da USP com pós-doutorado no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, EUA.

 

 


Cathrin Zengerling , chefe do grupo de pesquisa Transformation to Sustainable Energy Systems na Albert-Ludwigs-Universität Freiburg.

 

 


Daphne Keilmann-Gondhalekar, presidente da Urban Water Systems Engineering, Department of Civil, Geo and Environmental Engineering na Technical University of Munich.

 

 


Fabiana Barbi, pesquisadora de pós-doutorado no Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

 

 


Gabriela Di Giulio, professora associada do Departamento de Saúde Ambiental da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e livre docente na área de saúde, ambiente e sociedade da USP.

 

 


Gilberto de Martino Jannuzzi, professor adjunto em sistemas energéticos do Departamento de Energia da Faculdade de Engenharia Mecânica da Universidade Estadual de Campinas e diretor técnico do Programa de Energia para o Brasil (Brazil Energy Programme – BEP).

 

 


José Antonio Perrella Balestieri, professor titular do Departamento de Química e Energia da UNESP,  e coordenador do projeto de colaboração internacional entre UNESP e Universidades de Birmingham, Northampton e Leicester nos temas alimentos, energia e água.

 

 


Jose Marengo, climatologista, meteorologista e coordenador-geral de pesquisa e desenvolvimento do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais.

 

 


Leila da Costa Ferreira, professora titular de Sociologia no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas na Universidade Estadual de Campinas e diretora do Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais da UNICAMP.

 

 


Luiz Carlos Pereira da Silva, professor associado da Universidade Estadual de Campinas e doutorado em engenharia elétrica pela UNICAMP.

 

 


 

Ligia Vizeu Barrozo, coordenadora do grupo de estudos Espaço Urbano e Saúde no Instituto de Estudos Avançados da USP e pesquisadora visitante da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein.

 

 


Marc Wolfram, diretor do Leibniz Institute of Ecological Urban and Regional Development e professor titular de spatial development and transformation na Dresden University of Technology.

 

 


Marcos Buckeridge, diretor do Instituto de Biociências da USP e coordenador do programa USP Cidades Globais no IEA.

 

 


Nico Caltabiano, gerente de projeto no Max Planck Institute for Meteorology em Hamburg e coordenador do Klimapolis Laboratory.

 

 


Patrícia Fernanda do Pinho, pesquisadora no IEA-USP e coordenadora científica do escrtitório regional do International Geosphere-Biosphere Programme e da Gordon&Moore Foundation para ciência participativa para a Amazônia.

 

 


Pedro Henrique Campello Torres, pós-doutorando no Instituto de Energia e Ambiente  da Universidade de São Paulo e colaborador do INCLINE/USP.

 

 


Roberto Guimarães, presidente do conselho de administração do Initiative for Equality em Rapid City, South Dakota, USA.

 

 


Sabine Schlacke, diretora executiva do Institute for Environmental and Planning Law e do Central Institute for Spatial Planning da University of Münster.

 

 


Stefan Rahmstorf, professor de oceanografia física na Potsdam University e chefe de Earth System Analysis no Potsdam Institute for Climate Impact Research.

 

 


Thalita Dalbelo, coordenadora do plano diretor integrado na Universidade Estadual de Campinas.

 

 


Thelma Krug, assessora de cooperação internacional do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e vice-presidente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas.

 

 

REALIZADORES

PARCEIROS

APOIADORES