Universidade Técnica de Munique divulga novo método de raio-x para o diagnóstico de covid-19

© Franz Pfeiffer / TUM

Além dos testes bioquímicos, a covid-19 também pode ser detectada por meio de alterações nos pulmões, geralmente encontradas em pacientes com a doença. Para aumentar a precisão dessa leitura, pesquisadores da Universidade Técnica de Munique (TUM) desenvolveram um novo método de raio-x especificamente para diagnosticar alterações nos pulmões. O novo procedimento pode identificar com exatidão anormalidades típicas da doença e envolve uma dose de radiação significativamente menor do que que os usados em tomografia computadorizada atualmente em uso.

Trata-se de um projeto em conjunto do professor Franz Pfeiffer, diretor da TUM’s Munich School of BioEngnieering (MSB), e de seus colegas do hospital universitário TUM Klinikum rechts der Isar. De acordo com nota divulgada pela TUM, esse método de raio-x de campo escuro tornaria possível examinar um grande número de pacientes em um período curto, fornecendo resultados imediatamente após o exame.

O método de imagem de campo escuro já vem sendo estudado pela equipe do professor Pfeiffer desde 2008. Na semana passada, o Federal Office For Radiation Protection da Alemanha (BfS) emitiu a aprovação necessária para início dos testes em pacientes com o coronavírus.

Para mais informações sobre essa pesquisa científica, acesse a página da universidade TUM: www.tum.de/en/about-tum/news/covid-19/short/article/36031/