TUM IdeAward para excelentes ideias de negócios

© Uli Benz / TUM

Trazer resultados de pesquisa com boas ideias de negócios para a sociedade – esse é o objetivo das três equipes que foram premiadas, ontem à noite, com o TUM IdeAward. O prêmio apoia essas equipes na criação de empresas voltadas às áreas de tecnologia médica, robótica e agricultura

A partir de qual resultado de pesquisa um produto de sucesso pode ser desenvolvido? Quem tem a melhor ideia para iniciar uma startup? Mais de 110 equipes da Universidade Técnica de Munique (TUM) se candidataram ao prêmio IdeAward, sendo que dez finalistas se apresentaram no Audimax no final de novembro de 2019. Três vencedores foram escolhidos por um júri. O IdeAward é uma iniciativa das instituições TUM, UnternehmerTUM e Centro de Inovação e Empreendedorismo e da Fundação de Pesquisas Zeidler, que concedeu os prêmios em dinheiro, no total € 37.500.

1º prêmio: Dymium

Todos os anos, somente na Alemanha milhares de pessoas precisam ser tratadas em decorrência de pedras nos rins, as quais geralmente são quebradas. O problema reside no fato de que, logo em seguida, os fragmentos dessas pedras devem ser procurados e removidos, um por um, em um processo demorado e propenso a erros. Caso restem pedaços, novas pedras podem se desenvolver a partir deles. O Dymium desenvolve um método para remover as partículas de maneira confiável: através de um líquido, as partes da pedra são magnetizadas e retiradas do rim com instrumentos cirúrgicos magnéticos.

A equipe é altamente interdisciplinar: quatro estudantes (dentre dos quais uma mulher) das áreas de informática biomédica, física, design industrial e gestão de empresas estão criação de uma empresa.

2º prêmio: modular robotics

Para pequenas empresas e empresas com produção alternante, a utilização de robôs geralmente se torna cara e exige esforços. Por esse motivo, a equipe modular robotics desenvolveu um sistema de módulos. A partir de poucas peças, uma ampla variedade de diferentes robôs pode ser facilmente montada e modificada sem grande dificuldade. Os robôs são capazes de programar seu próprio (novo) controle para que possam ser usados imediatamente.

A equipe modular robotics reúne cientistas da Faculdade de Robótica, Inteligência Artificial e Sistemas em Tempo Real e estudantes especializados em diferentes áreas da robótica e ciências da computação.

3º prêmio: Detecção do cio em vacas

Na criação de gado, é importante reconhecer o tempo do cio das vacas a fim de que possam ser inseminadas. Em fazendas de grande porte e em casos em que o gado fica espalhado em grandes áreas, isso não é possível sem que haja auxílio técnico. Muitas vezes, dispositivos que detectam movimentos típicos que ocorrem na época da reprodução são colocados na coleira do animal para alertar os agricultores por sistema de rádio. Daniel Maier quer implementar um sensor que oferece várias vantagens sobre as tecnologias usuais: custa menos, é mais durável e requer significativamente menos energia. Além desse lucro para as fazendas, ele também facilita a vida dos animais: não passa do tamanho de uma moeda de dois euros e, além disso, pesa menos. Daniel Maier estuda engenharia elétrica e tecnologia da informação.

Do modelo de negócios à oferta pública inicial

A cada ano, mais de 70 empresas são criadas na TUM que, em conjunto com a UnternehmerTUM, apoia startups através de programas sob medida para cada fase do processo de empreendedorismo – da concepção de um modelo de negócio até o treinamento da gestão, da entrada no mercado até a eventual oferta pública inicial. Para até 30 equipes são disponibilizados escritórios no „TUM Incubator”, onde essas equipes podem se preparar para o início de seus negócios – para as mais promissoras, a TUM oferece uma viagem de duas semanas ao Vale do Silício. A UnternehmerTUM investe em empresas de tecnologia promissoras de tecnologia, utilizando seu próprio fundo de capital de risco UVC e oferece, com o “MakerSpace” e o “Bio.Kitchen”, uma oficina de alta tecnologia com 1.500 metros quadrados para a construção de protótipos e um laboratório de biotecnologia. Segundo o “radar empreendedor”, essa instalação de apoio se destaca entre as principais universidades alemãs.