Rumo à Alemanha: DWIH contribui com informações e dicas

© Felipe Mairowski/DWIH São Paulo

No seu tradicional Dia de Portas Abertas, o Centro Alemão atraiu no dia 1º de outubro estudantes e pesquisadores brasileiros que buscam oportunidades de estada, cooperação, fomento e bolsas na Alemanha. Com recorde de inscritos e novamente com casa lotada, o evento já é referência para interessados em estudar ou pesquisar na Alemanha.

Com o intuito de possibilitar oportunidades a brasileiros que queiram estudar ou pesquisar na Alemanha, o Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH São Paulo) realizou, no dia 1º de outubro, mais um tradicional Dia de Portas Abertas. O evento, que integra a programação das Jornadas Alemãs, inaugurou a semana de ações idealizada pelo Consulado Geral da Alemanha em São Paulo para celebrar a Reunificação Alemã.

Em sua quarta edição, o encontro recebeu recorde de interessados, com mais de 150 inscritos e muitos na lista de espera. E novamente com casa lotada, o momento contou com mais de 70 participantes entre estudantes universitários e pesquisadores. Este ano, o Dia de Portas Abertas contou com a presença internacional da presidente do DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico), Profª. Drª. Margret Wintermantel, e do diretor de Comunicação do DAAD e responsável pela rede DWIH, Dr. Michael Harms. Em sua primeira visita ao Brasil, Harms ficou impressionado com a quantidade de participantes na ocasião, o que, segundo ele, revela o interesse pelo trabalho do DWIH e de seus cooperadores. “Esse é um momento único e especial para obter informações e ter o conhecimento sobre as diversas oportunidades que temos na Alemanha. Espero que a gente consiga atrair, em cada um de vocês, a atenção e o interesse para que encontrem a melhor possibilidade para uma jornada de sucesso por meio do sistema alemão”, comentou o diretor de Comunicação.

Marcio Weichert, coordenador do DWIH São Paulo, conduziu o evento e explicou o papel do Centro Alemão na promoção do intercâmbio do conhecimento, da cooperação científica e da inovação. O DWIH oferece informações e consultoria, promove ações de marketing e networking, além de ser uma plataforma para universidades e instituições científicas alemãs atuarem no Brasil.

O Cônsul Axel Zeidler

Para encorajar os participantes nesse intercâmbio do conhecimento, Axel Zeidler, cônsul geral da Alemanha em São Paulo, compartilhou sua experiência quando, ainda jovem, veio ao nordeste do Brasil para atuar em um projeto inovador de energia eólica. “Naquele momento, eu plantei minha semente de cooperação científica bilateral. Agora, chegou a vez de vocês. Aproveitem esse momento e busquem todo o conhecimento e informações para que possam também plantar suas sementes, seguindo esse caminho de oportunidades Brasil-Alemanha.”

Representantes de instituições e universidades da Alemanha divulgaram, em apresentações curtas, seus pontos fortes, suas ofertas de cursos e programas de pesquisa, bolsas e fomento disponíveis para estudantes e pesquisadores brasileiros. Participaram da sessão de pitches o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), a Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG), a Fundação Humboldt, o Brasilien-Zentrum de Baden-Württemberg na Universidade de Tübingen, o Centro Universitário da Baviera para América Latina (BAYLAT), a Friedrich-Alexander-Universität Erlangen-Nürnberg (FAU), através de seu presidente, Prof. Joachim Hornegger, a Freie Universität Berlin (FU Berlin), a Sociedade para Preparação de Estudos e Testes Acadêmicos (g.a.s.t.), a RWTW Aachen, a Universidade Técnica de Munique (TUM), as universidades de Colônia, Potsdam (UP) e Münster (WWU).

Uma sessão de perguntas e respostas, onde os visitantes tiveram a chance de tirar suas dúvidas diretamente com as instituições, complementou essa primeira parte do evento. Já na segunda etapa, após o coffee break, os visitantes conheceram as dependências do Centro Alemão e puderam ter conversas individuais com os representantes das universidades e agências, inclusive da Fraunhofer-Gesellschaft. Os visitantes ficaram surpresos e confiantes com as modalidades de apoio apresentadas que, em sua maioria, dão amplo suporte ao estudante ou pesquisador estrangeiro. Seguindo pelo fato de que as universidades alemãs são públicas e não há custos, os benefícios, geralmente, ainda podem englobar ajuda para passagem aérea, seguro-saúde e bolsa mensal, além de estrutura de apoio aos recém-chegados e apoio para familiares. Algumas instituições auxiliam ainda na busca do curso, do orientador, do parceiro de projeto, entre outros tipos de apoio.

Para Camila Machado Baldavira, mestre em ciências, que pretende fazer doutorado na Alemanha, o evento surgiu como uma luz para guiar seus objetivos. “Participar do Dia de Portas Abertas permitiu um maior contato, além de personalizado, com as instituições. As informações obtidas aumentaram meu conhecimento que ajudará na busca por possibilidades em desenvolver meus estudos na Alemanha”. Já Denis Divino Silva, engenheiro eletrônico, se inscreveu no evento, pois tem o objetivo de realizar uma pesquisa na Alemanha por conta do nível tecnológico e de inovação avançado do país. “Entender o cenário científico e de pesquisa na Alemanha, conversando pessoalmente com as instituições, é de suma importância nesse meu momento de busca de possibilidades”.

por Ana Paula Katz Calegari

Mais oportunidades e informações sobre bolsas na Alemanha

O Dia de Portas Abertas é uma oportunidade ímpar de se informar e interagir com instituições renomadas do país, inclusive algumas “universidades de excelência” (Exzellenzuniversitäten) da Alemanha. Vale lembrar que ele é apenas uma das muitas possibilidades que o DWIH São Paulo e seus cooperadores oferecem para os interessados em estudar e pesquisar na Alemanha.

No site do DWIH São Paulo, é possível acompanhar, no canal “Calendário Científico”, os principais eventos do DWIH e de seus parceiros. As chamadas para bolsas e cortesias ficam disponíveis no canal “Oportunidades”. Essas informações também são atualizadas diariamente nas mídias sociais: Facebook e LinkedIn.

Há também a possibilidade de assinar a Newsletter DWIH São Paulo, que traz informações e oportunidades em primeira mão.

Além disso, todos os cooperadores plenos do Centro Alemão têm representação no Brasil (na cidade de São Paulo ou em Campinas). Em suas respectivas subpáginas é possível encontrar seus contatos.

Caso haja o interesse de estudar na Alemanha, mas ainda não sabe em qual faculdade, comece pelas informações do DAAD.