Pesquisa com participação alemã mostra que temperatura do oceano Atlântico ajuda a prever clima extremo no Brasil

© Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Um estudo publicado na revista científica Geophysical Research Letters mostrou que a temperatura das águas do Atlântico Norte pode ser usada como indicador climático para prever eventos climáticos extremos no Nordeste brasileiro. Dentre os autores, está o físico alemão ‪Jürgen Kurths, vinculado à Humboldt-Universität zu Berlin (cooperadora do DWIH São Paulo) e ao Potsdam-Institut für Klimafolgenforschung. Ele assina a pesquisa junto a cientistas de Brasil, China e Austrália.

O estudo teve apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e foi motivado, segundo um dos autores, por conta da seca na região Nordeste registrada entre 2012 e 2015, que teve intensidade recorde, deixando cidades e pequenas comunidades sem água e destruindo áreas agrícolas.

Leia mais sobre a pesquisa na página da Agência Fapesp: Temperatura do Atlântico Norte ajuda a prever evento climático extremo no Nordeste até três meses antes | AGÊNCIA FAPESP