Breakthroughs of the Year 2021 abre nomeações em 9 categorias

© Falling Walls Foundation

A chamada global para nomeações aos prêmios Breakthroughs of the Year 2021 já está aberta. Universidades, instituições de pesquisa, inovação e empreendorismo, empresas, centros acadêmicos, fundações e indivíduos podem nomear ou mesmo se inscrever em nove das categorias do concurso até o dia 15 de junho pelo site da Falling Walls Foundation.

A competição segue os moldes do primeiro Breakthroughs of the Year no ano passado, embora algumas das categorias tenham tido seu nome alterado. As 10 categorias são: Life Sciences (ciência da vida), Physical Sciences (ciências físicas), Engineering and Technology (engenharia e tecnologia), Social Sciences and  Humanities (ciências sociais e humanidades), Art and Science (arte e ciência), Future Learning (o futuro da educação), Science and Innovation Management (gestão da ciência e inovação), Science Start-Ups (startups de base científica), Science Engagement (comunicação de ciência) e Emerging Talents.

Esta última é a única categoria cujos concorrentes não serão nomeados, mas pré-selecionados pelo concurso internacional Falling Walls Lab, que terá sua etapa classificatória brasileira realizada pelo Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH) São Paulo em 9 de setembro (mais informações em breve).

Se uma nomeação for selecionada pela comissão da competição, ela já se torna o que a Falling Walls Foundation chama de finalista. Um júri renomado selecionará, então, dez “winners” em cada categoria que disputarão a grande final, a ser realizada nos dias 7 a 9 de novembro, em evento de celebração da queda do Muro de Berlim.

No caso das categorias Emerging Talents (Falling Walls Lab), Science Start-Ups (antiga Falling Walls Venture) e Science Engagement (ex-Falling Walls Engage) o número de selecionados para a grande final será maior do que nas demais. Etapas nacionais do Falling Walls Lab elegerão 100 finalistas, a Science Start-Ups contará com 25 “winners” e, por fim, a Science Engagement terá 20 selecionados para a grande final.  Os finalistas do Falling Walls Lab serão convidados a apresentar pitches no dia 7 de novembro.

Os premiados do Breakthroughs of the Year de todas as categorias serão anunciados somente na conferência que encerra o evento, em 9 de novembro.

Sobre o Breakthroughs of the Year

Criado em 2020 como uma forma de reforçar a importância da ciência em um mundo com um problema comum – a pandemia da covid-19 – o concurso ganhou destaque no calendário anual de competições científicas da instituição alemã Falling Walls Foundation ao pluralizar o debate da ciência. Antes do Breakthroughs of the Year, a Falling Walls Foundation realizava apenas três concursos anuais, que se tornaram categorias: Falling Walls Lab (atual categoria Emerging Talents), Falling Walls Venture (atual Science Start-Ups) e Falling Walls Engage (atual Science Engagement).

No ano passado, o Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH) São Paulo fez nomeações em sete categorias e elegeu dois finalistas no Falling Walls Lab. A historiadora Lilia Schwarcz (Universidade de São Paulo, USP) ficou entre as dez winners da categoria Social Sciences and Humanities com o estudo “Sobre o Autoritarismo Brasileiro”.