Final do Falling Walls Lab em Berlim será transmitida ao vivo

© Kay Herschelmann/Falling Walls Foundation

O Falling Walls Lab é um concurso de inovação com repercussão mundial. No ano passado, os finalistas foram escolhidos a partir de 3.000 candidatos, que se inscreveram em 77 edições locais do concurso, em 57 países. Neste ano, 100 candidatos do mundo inteiro, inclusive dois brasileiros, irão se apresentar na final em Berlim. Veja mais e apoie o melhor projeto no prêmio do público!

As 100 apresentações, cada uma com apenas 3 minutos, ocorrerão todas no mesmo dia. Ao final, um renomado júri vai declarar quem são os vencedores, de acordo com três critérios: quão inovadora é a ideia, quão relevante e impactante é a ideia e quão convincente foi a apresentação. Em outras palavras, o Falling Walls Lab foca a chamada inovação disruptiva, aquela que cria um novo produto, processo ou serviço capaz de romper com antigas tecnologias ou práticas. Os três primeiros classificados na etapa final, em Berlim, vão receber um prêmio em dinheiro e serão convidados para apresentar-se no dia seguinte na Conferência Falling Walls, para uma plateia com alguns dos maiores cientistas da atualidade, inclusive ganhadores do Prêmio Nobel, além de líderes da indústria e representantes da mídia internacional.

O Falling Walls Lab tem uma participação equitativa em termos de gênero: no ano passado, cerca de 60% dos finalistas foram homens, e 40% mulheres. As áreas do conhecimento mais presentes foram engenharia & tecnologia, ciências da vida, e saúde & medicina.

“É uma sensação gratificante e de grande responsabilidade ter o projeto escolhido para ser um dos representantes do Brasil na etapa internacional do FWL em Berlim”, diz Micael da Silva, vencedor do Falling Walls Fortaleza e estudante na Universidade Federal do Pará (UFPA). Seu projeto propõe uma formulação ecologicamente sustentável para o cimento, reduzindo o impacto da indústria de mineração.

Edifício Futurium, onde acontecerão as finais do Falling Walls.

O outro finalista brasileiro é Victor Freitas, vencedor do Falling Walls Belo Horizonte e professor na Universidade Federal de São João del Rey (UFSJ). Sua proposta contempla a utilização de moléculas aromáticas derivadas de plantas para mitigar nossa dependência do petróleo.

O fato desses temas terem sido escolhidos para a final em Berlim mostra mais uma vez que a sustentabilidade, ambiental e social, está na ordem do dia e que também há inovação sem digitalização. Sem dúvida, representar o Brasil nesse cenário é um grande compromisso: “É uma mistura de ansiedade, alegria e senso de responsabilidade pela aposta que fizeram em mim”, diz Victor Freitas.

Silva e Freitas já trazem um grande triunfo (leia mais aqui). Para se apresentarem, respectivamente, em Fortaleza e Belo Horizonte, foram selecionados entre 103 candidatos e demonstraram sua fluência na língua inglesa por meio de entrevista telefônica e depois no palco. Por terem vencido nas etapas brasileiras, ganharam do DAAD uma semana extra na Alemanha, durante a qual participarão da Innovation Week — uma jornada de networking, treinamento de pitch, workshops de prototipagem e propriedade intelectual, consultoria individual, e muito mais. A vitória dos dois nas etapas brasileiras também lhes garantiu, como prêmio concedido pela EURAXESS Brazil, a oportunidade de visitar uma instituição de pesquisa ou inovação em qualquer país da União Europeia.

O grande dia das apresentações será 8 de novembro, e as 100 apresentações serão divididas em três sessões ao longo do dia. O evento começa às 5 horas da manhã (horário de Brasília), termina às 14h30 e contará com transmissão ao vivo, disponível neste link. O evento contará também com prêmio do público, por meio de votação online (o link será ativado após a terceira sessão de apresentações).

Na primeira sessão, começando às 05h30, serão feitas 40 apresentações, inclusive a de Silva. A segunda sessão (às 08h45) contará com 30 apresentações, inclusive a de Freitas. A terceira sessão (às 11h) também conta com 30 apresentações. Clique aqui e veja a ordem de todos os candidatos.

Esther Duflo, do MIT, apresenta-se no Falling Walls Conference 2018.

Às 13h30, teremos o anúncio dos três vencedores do júri e do vencedor do prêmio da plateia, além dos vencedores dos concursos Falling Walls Engage e Falling Walls Venture, cujas etapas finais ocorrem simultaneamente ao Falling Walls Lab. No Venture, um concurso de startups, dentre as 25 concorrentes, há uma brasileira, a ZykaLab, spin-off da Universidade de Campinas (Unicamp).

No dia 9 de novembro, haverá a Falling Walls Conference, o evento que fecha o ciclo com chave de ouro. Estudiosos, ativistas, empreendedores e empresários estão entre os speakers desse megaevento que contará com ilustre plateia de 750 pessoas.

por Ana Paula Katz Calegari e Victor Moraes de Oliveira

Não perca novas oportunidades

O Falling Walls Lab envia brasileiros todos os anos para a Alemanha. Você pode ser um deles! Assine nossa newsletter e curta nossas páginas do Facebook e LinkedIn para ser o primeiro a saber de novos concursos, eventos e editais.