A essência de Alexander von Humboldt pulsa nos dias atuais

© Alexander von Humboldt Stiftung

Em comemoração ao jubileu do pesquisador Alexander von Humboldt, muitas ações e iniciativas estão acontecendo neste ano, comprovando que, mesmo após 250 anos do seu nascimento, ele continua mais atual do que nunca

2019 é um ano especial. Isso porque é o momento em que se comemora 250 anos de Alexander von Humboldt. Nascido em 1769, ele é considerado um pesquisador visionário, que estava sempre à frente de seu tempo em muitos aspectos, seja como um interlocutor e explorador internacional, ou como um expert e pioneiro em pesquisas do clima e da ciência.

Mesmo após 250 anos do seu nascimento e, consequentemente, de suas atividades em seu tempo, o que fica claro é que Alexander von Humboldt ultrapassa sua época, permanecendo presente, moderno e relevante até os dias de hoje em nossa sociedade. Por conta disso, durante todo o ano, várias atividades e ações acontecerão em prol desse jubileu. Além disso, uma série de reportagens da Deutsche Welle revelam curiosidades e novidades da vida e trabalho do pesquisador. Confira o que 2019 reserva para Alexander von Humboldt:

DWIH São Paulo e os 250 anos de Alexander von Humboldt
Por ocasião desse jubileu, muitas ações estão sendo realizadas e Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH São Paulo) também vai trabalhar essa temática durante a próxima Reunião Anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), que acontecerá entre os dias 21 e 27 de julho em Campo Grande (MS). Mais informações em breve no nosso canal Calendário Científico!

Participe da campanha “Humboldt hoje”
Com a campanha “Humboldt hoje”, a Fundação Alexander von Humboldt comemora os 250 anos do pesquisador com uma ação interativa.

A ideia é reunir respostas pessoais, perspectivas, ideias e até mesmo experiências e histórias que completem a frase “Para mim, Humboldt hoje significa…”

Para participar dessa ação, basta gravar um vídeo curto em alemão ou em inglês. Todas as informações de como fazer parte dessa campanha está em www.humboldt-heute.de. Lá há também todos os detalhes de duração do vídeo, formato e requisitos técnicos.

De olho nos 250 anos
Há também uma plataforma informativa sobre a comemoração, que traz informações sobre todas as ações, eventos e atividades que estão sendo realizadas em prol desse jubileu.

Veja aqui: www.avhumboldt250.de

Especial Alexander von Humboldt em pauta
Ainda por ocasião desse jubileu, a Deutsche Welle está publicando várias matérias especiais, que, além de curiosidades, trazem informações e descobertas sobre o pesquisador.

  • Diários de Humboldt ainda precisam ser decifrados
    Os diários, reunidos em nove volumes, trazem observações de Alexander von Humboldt durante expedição pela América espanhola. Em 2013, a Biblioteca Estatal de Berlim comprou dos descendentes da família Humboldt os nove volumes encadernados em couro por 12 milhões de euros. Mas a história dos diários (Humboldts Tagebücher) não é tão simples. Os próprios livros têm uma história complicada. Leia aqui a matéria na íntegra!
  • Por que Humboldt, 250 anos depois, segue atual
    Muitas das descobertas de Alexander von Humboldt se tornaram irrisórias ou foram superadas. Mas sua visão holística da natureza ainda ajuda a entender o mundo. Leia matéria!
  • Como Humboldt pôs a América Latina no mapa da ciência
    Após uma expedição de cinco anos pela região, explorador voltou à Europa como um herói. Ele não só foi homenageado por ter sobrevivido às adversidades, mas também por ter partilhado conhecimento que reuniu. Tenha acesso à matéria na íntegra!
  • Animais, plantas e instituições levam o nome Humboldt
    O nome Alexander von Humboldt aparece nas mais variadas coisas espalhadas pelo planeta. De montanhas, ruas, escolas, lulas a pinguins e flores, o naturalista alemão deixou seu nome em várias partes do mundo. Saiba mais!
  • Humboldt, o extraordinário coletor de plantas
    Na sua expedição por colônias espanholas na América, Humboldt reuniu milhares de plantas e as enviou para catalogação na Europa. Ao mesmo tempo, revelou ao Velho Mundo as cores fascinantes da vida no Novo Mundo. Leia a matéria na íntegra!
  • Brasileiro abre série de palestras do ano Humboldt em Berlim
    Pesquisador Paulo Artaxo relaciona desmatamento amazônico a aumento da temperatura média da Terra na abertura de ciclo de conferências que Universidade Humboldt dedica aos 250 anos do nascimento do naturalista alemão. Saiba mais!