DWIH São Paulo colabora com parceria entre Cornet e Embrapii

© Cornet

O Brasil é o novo parceiro da Rede de Pesquisa da União Europeia Cornet (Collective Research Networking), por meio de cooperação com a Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial). Depois do Peru, o país é o segundo da América do Sul a conectar-se à Cornet, uma rede que reúne órgãos públicos e agências de fomento à inovação da União Europeia com diversos países parceiros pelo mundo, como Alemanha, Áustria, Bélgica, Canadá, Polônia, Japão, Peru e agora o Brasil.  A adesão vai possibilitar que pequenas e médias empresas brasileiras realizem projetos de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) em parceria com a indústria dos países membros da rede. O edital de convocação para o Brasil saiu no dia 12 de dezembro e vai até o dia 27 de março.

O início desse acordo deu-se recentemente durante uma visita ao Brasil de Felix Rotter, representante da AiF (Arbeitsgemeinschaft industrieller Forschungsvereinigungen), responsável pela coordenação do programa Cornet. Atraído pelo tema “Working and learning in a digital world” do 7º Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação, realizado nos dias 30 e 31 de outubro desse ano (2018) pelo Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH São Paulo) e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Rotter aproveitou para buscar parceiros para o programa.

“Conseguimos organizar reuniões com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com a Fapesp, com o Parque Tecnológico de  São José dos Campos, com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e com a Embrapii, a qual já resultou em pouco tempo na primeira chamada”, explica Marcio Weichert, coordenador do DWIH São Paulo.

Em menos de dois meses, a parceria saiu do papel e foi oficialmente anunciada durante o evento The IraSME / Cornet Partnering Event, que aconteceu no campus da RWTH Aachen (Rheinisch-Westfälische Technische Hochschule Aachen), na Alemanha em 26 de novembro. As redes de fomento Cornet e IraSME são financiadas pelo Ministério Federal da Economia e Tecnologia da Alemanha (BMWi – Bundesministerium für Wirtschaft und Energie).

A  27 º CORNET Call for Proposals, já com a participação da Embrapii, teve início no dia 12 de dezembro de 2018 e recebe aplicações até o dia 27 de março de 2019. Essa nova cooperação possibilitará que pequenas e médias empresas da Alemanha (kleine und mittlere Unternehmen – KMU) e instituições de pesquisa como AiF-Forschungsvereinigung e IGF (Industrielle Gemeinschaftsforschung) possam se conectar a parceiros brasileiros do programa Cornet, resultando em novos projetos bilaterais.

Cada projeto tem financiamento médio de R$ 600mil. Os interessados em participar da chamada devem montar consórcios com pelo menos cinco empresas, por meio de sua associação, e apresentar uma proposta de projeto que promova a inovação em todo o setor industrial ao qual as empresas pertencem.  A ideia é promover projetos que unam empresas diferentes com o objetivo de promover o desenvolvimento geral do setor. Neste sentido, a participação de associações de setores industriais é primordial.

O papel da Embrapii nessa cooperação é fortalecer a capacidade inovadora e o poder da indústria brasileira por meio da colaboração e suporte entre empresas, universidades e institutos de pesquisa. Com essa nova parceria, a Embrapii participa de projetos juntamente com outros parceiros da Cornet, fomentando ainda mais a ponte Brasil-Alemanha na área da pesquisa, ciência e inovação, com foco no meio industrial.

As inscrições podem ser feitas até o dia 27 de março de 2019. Após o fechamento do edital, a Embrapii e o órgão do país que irá cooperar farão uma análise conjunta das propostas.

Segundo Weichert, há ainda perspectivas de novas parcerias: “Acreditamos que a Cornet ainda desenvolva acordos com as outras instituições brasileiras. Para nós do DWIH São Paulo é muito gratificante conectar o meio Brasil-Alemanha, em especial fomentando empresas na área da pesquisa, o que ainda não é tão habitual. Foi um importante passo”, complementa.

Mais informações sobre essa parceria, clique aqui!