Seminário “Muertes que importan: una mirada sociohistórica sobre los casos que marcaron la Argentina reciente”

© Divulgação

O Maria Sibylla Merian International Centre for Advanced Studies in the Humanities and Social Sciences Conviviality-Inequality in Latin America (Mecila), centro de estudos da Freie Universität Berlin (FU Berlin), apresenta o seminário “Muertes que importan: una mirada sociohistórica sobre los casos que marcaron la Argentina reciente” no dia 12 de abril, em São Paulo.

Com o fim da ditadura militar na Argentina, as mortes causadas por agentes públicos começaram a ser questionadas. No entanto, algumas mortes causam mais comoção pública do que outras. O sociólogo Gabriel Kessler da Universidade Nacional de La Plata e membro sênior do Mecila, centro de pesquisa da FU Berlin, falará sobre o assunto no seminário aberto “Muertes que importan: una mirada sociohistórica sobre los casos que marcaron la Argentina reciente”.

O evento nasce da parceria entre o Mecila e o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP) e acontecerá no dia 12 de abril às 11h no Auditório Elza Berquó, em São Paulo. O evento é gratuito e contará com transmissão online na página do Facebook do Mecila.

Para se inscrever, basta entrar em contato com a equipe do CEBRAP (www.facebook.com/pesquisacebrap) ou do Mecila (www.facebook.com/mecilameriancentre).

Informações sobre o evento

12 de abril de 2019, 11:00 até 13:00

Auditório Elza Berquó (Rua Morgado de Matheus, 615, Vila Mariana, São Paulo)
Organizador: Mecila e CEBRAP