Impactos da pandemia no mundo é tema dos DWIH em 2021

© Divulgação

No contexto do tema anual escolhido pelos Centros Alemães de Ciência e Inovação (DWIH) ao redor do mundo, “Sociedade em transição – impactos da pandemia”, a série DWIH São Paulo Online Talks de 2021 discutirá os efeitos da covid-19 sobre a economia, a desigualdade social (em especial em relação à saúde), o desenvolvimento e a mobilidade urbana. A série será dividida em três sessões virtuais, e trará palestrantes do Brasil e da Alemanha, como possivelmente também de outros países. Os online Talks ocorrerão no segundo semestre.

Outros DWIH da rede também promoverão diversos debates e eventos dentro da temática anual: o DWIH Nova York, por exemplo, discutirá os impactos da pandemia na sociedade no Future Forum 2021, com a presença de líderes acadêmicos e dos setores público e privado dos Estados Unidos para explorar questões e desafios da pandemia como os citados acima.

Além dos impactos da pandemia, a esfera social, econômica, de saúde, as cidades sofrem ainda com os efeitos das mudanças climáticas. O 9° Diálogo Brasil-Alemanha sobre Ciência, Pesquisa e Inovação, que acontece de 17 a 20 de maio de 2021, discutirá os desafios da governança no desenvolvimento das cidades do futuro. O evento também vai debater os impactos da pandemia de covid-19 dentro da temática das mudancas climáticas no contexto das cidades. O DWIH São Paulo e seus parceiros organizarão, ao longo do ano, outros debates sobre os desafios impostos pela crise global de saúde. O DWIH São Paulo e a Fapesp oferecerão debates de alto nível trazendo palestrantes de diversas instituições do Brasil e da Alemanha.

A importância da colaboração científica internacional ficou ainda mais em evidência com a pandemia que teve início em 2020. “Assim como contribui no enfrentamento da crise, cabe à ciência iluminar as opções para o futuro. A situação atual pede um novo olhar sobre crescimento econômico, assistência social, prevenção de doenças, serviços de saúde, produção de alimentos, digitalização de rotinas, organização das cidades e mobilidade”, diz Marcio Weichert, coordenador do DWIH São Paulo.